PET Florestal nas escolas com o tema: SUSTENTABILIDADE

PET NAS ESCOLAS
PET NAS ESCOLAS
PET NAS ESCOLAS
PET NAS ESCOLAS
PET NAS ESCOLAS

     Nos dias 30 de maio e 06 de junho os petianos visitaram os Colégios Estaduais Dois Vizinhos e Leonardo da Vinci, onde estiveram palestrando aos estudantes do ensino médio sobre o tema Sustentabilidade. A atividade foi a convite da direção e professores das escolas visando preparar os alunos para participarem do Concurso Redação Nota 10 - Agrinho, promovido pelo Sistema FAEP/SENAR, em que os mesmos precisavam escrever uma redação abordando temas ligados à sustentabilidade, como: economia e meio ambiente, áreas de proteção, importância da preservação, conservação ambiental, agricultura sustentável, etc.

     Os petianos prepararam uma apresentação dinâmica, com imagens, vídeos e exemplos práticos, sendo demonstrado aos estudantes a montagem e utilização de uma composteira doméstica, cedida pela Profa. Dra. Marina C. De Prá; o intuito foi mostrar aos alunos que a mudança de hábitos e a preservação do meio ambiente deve começar por nós mesmos, dentro de nossas casas e que, se cada um colaborar da maneira que puder, teremos mudanças significativas e positivas.

     A atividade realizada vem de encontro às propostas do PET, de ultrapassar os muros da universidade e alcançar a comunidade externa, buscando colaborar com as necessidades e dificuldades da população. Desejamos sucesso aos estudantes, que o Concurso Agrinho renda boas redações e que cada vez mais as pessoas se sensibilizem com a questão ambiental e com a Sustentabilidade.

 

 

Treinamento de Operação de Drones

     A nível de capacitação técnica dos futuros Engenheiros Florestais, alguns alunos e petianos da universidade, realizaram um Treinamento de Operação de Drones na UTFPR, com tutoria do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural - SENAR, sendo ministrado pelo instrutor Pellisson Kaminski, durante os dias 17, 18 e 19 de maio. O curso é fruto de parceria entre UTFPR, Sindicato Rural de Dois Vizinhos e Sistema FAEP/SENAR.

     Ao longo dos três dias de capacitação, foram vistos conceitos básicos sobre os equipamentos, tipos de plataforma, principais sensores e componentes de uma aeronave, além das questões de operabilidade, legislação e regulamentação junto aos órgãos federais, segurança, técnicas de pilotagem, manuseio e, por fim, noções básicas de processamento digital das imagens.

     No último dia de curso, foi realizada uma atividade prática em que cada participante pôde criar seu plano de voo em software específico e operar o drone para capturar as imagens. Esta atividade foi de extrema importância para aproximar os alunos das tecnologias mais recentes, tornando profissionais cada vez mais capacitados para o mercado de trabalho.

 

 

PET FLORESTAL realiza viagem técnica para Foz do Iguaçu

 

 

PET Engenharia Florestal organiza I GINCALOUROS

EQUIPE PET EF (1)
GINCALOUROS (1)
GINCALOUROS (24)
GINCALOUROS (10)
GINCALOUROS (8)
GINCALOUROS (13)
GINCALOUROS (12)
GINCALOUROS (19)

O PET Engenharia Florestal realizou na tarde do dia 02/05 o GINCALOUROS, uma atividade de inclusão ao meio acadêmico dos alunos do 1° ao 4° período do curso. O evento ocorreu no ginásio do campus Dois Vizinhos da UTFPR e buscou a integração entre os estudantes, que iniciaram a graduação no período da pandemia e somente agora estão tendo atividades presenciais na universidade. 

   O encontro iniciou com uma fala de acolhimento e boas-vindas ao evento do Diretor Geral, Prof. Everton Lozano Ricardi da Silva e do coordenador do curso de Engenharia Florestal, prof. Álvaro Boson de Castro Faria, em seguida a tutora do PET, Maria Madalena Santos da Silva, conduziu o evento, que contou com diversas brincadeiras voltadas para o tema florestal e cultural.

   Para participar das atividades foram montados cinco grupos de alunos calouros montados aleatoriamente, separados por cores: Preto, Amarelo, Branco, Azul e Vermelho, objetivando integrá-los entre os períodos do curso. Esses grupos contavam com 5 alunos e cada grupo ficou com um petiano responsável para auxiliar no desenvolvimento das brincadeiras, um Petiano Padrinho.

   Foram realizadas seis brincadeiras: arremesso de disco de madeira, quiz com torta na cara, martelada na tora, condução de bolinha no bambu, caça à sementes de jerivá no balde e mímica sobre temas florestais. 

   A primeira atividade da tarde foi a criação por parte dos grupos de seus gritos de guerra. Todas equipes foram criativas e o grito vencedor e escolhido por uma banca de professores do curso presentes no ginásio, sendo eles o Prof. Felipe Alcides, Prof. Edgar Vismara e Prof. Maurício Gorenstein. A equipe vencedora foi a equipe Branca, que acumulou 5 pontos pela vitória parcial.

   A segunda brincadeira foi o Quiz com a torta na cara, que funcionou da seguinte forma: um integrante de cada grupo tinha que responder corretamente a pergunta do quiz, e o aluno que acertasse a resposta escolhia um membro de uma outra equipe para levar a torta na cara, quem respondesse errado a pergunta, também recebia torta na cara.  Essa brincadeira foi muito divertida, quebrando o gelo entre os participantes e gerando muitas risadas no evento. A equipe vencedora foi a equipe Amarela que acumulou 5 pontos.

   Na continuação a brincadeira realizada foi o transporte da bolinha no bambu, onde a equipe que passasse a linha de chegada em menos tempo e sem deixar a bolinha cair era a nomeada como equipe vencedora, caso a bolinha caísse no chão, a equipe teria que iniciar a prova novamente, desde o ponto de partida para tentar concluir a prova. Para cumprir essa tarefa o grupo teve que se organizar e mostrar agilidade.

   A prova da martelada na tora contou com a participação de um representante de cada grupo, cujo objetivo era pregar três pregos em uma tora de louro-pardo, e a equipe que conseguisse em menos tempo era intitulada como equipe vencedora. A concentração e a pontaria foram fatores necessários nessa brincadeira que teve a equipe Amarela como campeã da prova.

   Na brincadeira, à caça de sementes de jerivá no balde com areia, foi escolhido um membro por equipe e aquele aluno que encontrasse maior quantidade de sementes de jerivá no tempo estipulado para a prova seria o vencedor. 

   Para o arremesso de disco, também foi escolhido um representante por equipe para arremessar um disco de tora de madeira, e aquele aluno que arremessasse mais distante ganharia a prova. A equipe Amarela arremessou o disco a 20 m de distância e sagrou-se vencedora da prova somando 5 pontos no placar. 

   E fechando a tarde foi realizada a brincadeira da mímica voltada a temática florestal, nesta brincadeira, um integrante de cada grupo era escolhido para expressar em forma de gesto e sinais a palavra escolhida pelos petianos, e a equipe vencedora seria aquela que mais acertasse em três rodadas desta brincadeira. 

   No final das brincadeiras, foi realizado um momento de fala com vários professores do curso que também estiveram presentes e aproveitaram o momento para acolher os estudantes e falar sobre suas áreas de atuação, além de torcerem pelas equipes que se esforçaram muito para ganhar o primeiro lugar. 

   Além das brincadeiras, foram distribuídos muitos brindes e oferecido um delicioso coffee break. A equipe vencedora foi a equipe Amarela, e o prêmio para os membros foi uma viagem técnica juntamente com o grupo PET para a Empresa KLABIN, no estado do Paraná e que ocorrerá em breve. No final do evento o grupo PET Engenharia Florestal recebeu muitos retornos positivos por parte dos calouros, que se mostraram satisfeitos e felizes com o evento, que foi de grande importância para o crescimento do grupo PET EF e para integração dos calouros. Esse retorno positivo motivou o grupo a fazer uma nova atividade, em breve, com todos os alunos do curso.

PONTUAÇÕES FINAIS:

Equipe amarela: 25 pontos

Equipe preta: 13 pontos

Equipe verde: 12 pontos

Equipe branca: 10 pontos

Equipe azul: 5 pontos

 

 

Integração com os calouros de Engenharia Florestal

     A entrada na universidade é um momento de muitas dúvidas, sobre o curso, sobre a faculdade, as atividades, programas, auxílio, etc. por isso, o PET Florestal realizou uma breve apresentação com os calouros do primeiro período de 2022/1, na oportunidade foi apresentado o Programa e as atividades que o PET faz dentro e fora da universidade.

    Além disso, foi feita uma conversa sobre diversos temas que envolvem a vida dos estudantes, orientações sobre as disciplinas, organização e planejamento nos estudos e, por fim, foi feita uma dinâmica, com o objetivo de integrá-los e mostrar que o trabalho para se trabalhar em equipe deve-se ouvir e respeitar a opinião de todos.